>

sexta-feira, 25 de maio de 2018

O Homem de Giz | C. J .Tudor



Acabei de ler este livro, que é fabuloso, O Homem de Giz de C.J. Tudor, prende o leitor ao livro, pois esta trama de mortes e sinais misteriosos é de tal ordem que não há inocentes, toda a gente tem culpa. Os segredos do passado que atormentam o presente.  Este livro até dá um bom filme.

Sinopose (by Fnac):
Um thriller com uma atmosfera densa e viciante que se passa em dois registos, em 1986 e nos nossos dias. A trama tem origem em 1986 e após um hiato de trinta anos, o passado surge para transformar a vida de Eddie. As influências de Stephen King e o toque de Irvine Welsh, conferem ao livro não só um tipo de narrativa diferente como um suspense ao limite. Contribui também para que a história tenha um desfecho muito «real» e chocante. "O Homem de Giz" conta-nos a história de um grupo de crianças, não poupando nos pormenores sociais onde estão inseridos e em como as influências de famílias disfuncionais, contribuem para exacerbar o imaginário infantil. 
C. J. Tudor é natural de Salisbury e cresceu em Nottingham, onde ainda vive com o companheiro e a filha pequena. O seu amor pela escrita, em especial pelo macabro e pelo sinistro, manifestou-se desde cedo. Enquanto os jovens da sua idade liam Judy Blume, ela devorava as obras de Stephen King e de James Herbet. Ao longo dos anos, envolveu-se em tarefas tão diferentes como jornalista estagiária, empregada de mesa, autora de textos radiofónicos, caixeira de loja, voz off, apresentadora de televisão, redactora publicitária e agora escritora. Vencedora da competição nacional de escrita de Twenty7 em 2016, "O Homem de Giz" é o seu primeiro livro.

2 comentários:

  1. Parece ser um livro bastante interessante :)

    ResponderEliminar
  2. Vale a pena ler!! Ninguém é inocente naquela história!! Vai dar um filme!!

    ResponderEliminar